5 Razões para investir em Imóveis

14.12.2016

 

 

Se você possui condições de investir em imóveis, saiba que este é o momento mais favorável para obter um investimento bastante lucrativo.

 

Com a baixa procura por partes dos compradores, este é o momento propício para que investidores possam fazer ofertas e obter sucesso na negociação. Por isso, se você tem recursos financeiros para este tipo de aquisição, este é o momento para descobrir se vale a pena para você investir em imóveis.

 

Abaixo, nós descrevemos as 6 principais razões para investir em imóveis ainda esse ano, principalmente se você dispõe de recursos financeiros para quitar totalmente ou parcialmente o valor do bem, sem depender tanto de um financiamento. Confira:

 

1. Comprar um imóvel para residir e sair do aluguel.
 

A maioria das incorporadoras e corretores de imóveis estão lutando para sobreviver, garantindo o fluxo de vendas. É normal encontrar descontos mais agressivos neste momento, mas é importante prevenir-se para não cair em armadilhas. Recomendamos que você pesquise a imobiliária ou a construtora, para saber se houveram problemas com os antigos compradores.

 

No caso de imóveis novos, é importante que você faça visitas não só no imóvel em questão, mas em outros empreendimentos da construtora, mas checar questões técnicas, como atraso na entrega do imóvel e qualidade dos materiais utilizados ou possíveis falhas nos projetos arquitetônicos.

 

Vale lembrar, que quanto maior for o valor de entrada, maior será o seu poder de barganha. Caso precise utilizar um imóvel para complementar o valor da compra, não espere por grandes ofertas. Compare as ofertas de financiamento de algumas instituições bancárias para ter certeza de que você está optando pela melhor opção.

 

2. Investir em imóveis é mais seguro e rentável
 

Se você quer comprar um imóvel para investir, espera-se que você tenha o valor para a compra do bem. Em contrapartida, espera-se que proprietário possa obter retorno com a locação ou valorização patrimonial.

 

 

Com um contrato padrão de locação de 30 meses, estima-se que o proprietário tenha chances de ganhar mais do que 25% que um produto bancário de renda fixa renderia, neste mesmo período. 

 

 

3. Existem boas projeções futuras para o mercado imobiliário
 

O mercado imobiliário tem uma característica marcante, ela jamais poderá deixar de existir ou ficará paralisado por um longo período. O que observamos são períodos de estagnação por causa do momento econômico que vivenciamos. O que precisa ser feito é o abandono de certas práticas, que talvez dessem resultados no passado, mas que agora precisam ser revistas ou deixadas de lado.

 

Boa parte dos resultados baixos de vendas, são reflexos das condições de financiamento cada vez piores por parte das instituições bancárias. Em 2015, por exemplo, a Caixa Econômica Federal – maior concessora de crédito imobiliário no Brasil -, elevou os juros inúmeras vezes. Isso ocorreu, porque o crédito é mantido pelas atividades na poupança, e no ano passado tiveram depósitos menores e maior quantidade de saques.

 

Em paralelo, os bancos privados têm realizado a mesma manobra, elevando as taxas de juros, dificultando a concessão do crédito para quem deseja adquirir a casa própria. Mesmo assim, economistas e especialistas do ramo imobiliário acreditam que quem tiver estabilidade financeira e recursos suficientes para dar a entrada, devem aproveitar o momento para investir em imóveis.

 

4. Há sempre boas oportunidades de negócios para quem investir
 

Diante do cenário e das expectativas de 2016, quem puder aproveitar a oportunidade de realizar investimentos no segmento, poderá atingir bons resultados em 2017. O mercado imobiliário é regido pelas leis de zoneamento e as regras de desenvolvimento urbano de cada cidade. Com essas diretrizes e a adaptação do mercado imobiliário à nova realidade, o valor dos imóveis tendem a ocupar novas perspectivas, principalmente de valorização ainda no próximo ano.

 

 

5. Pode não ser o momento de vender o seu imóvel
 

Este é o momento para investir em imóveis, mas se você realmente deseja vender um bem. É necessário realizar alguns cálculos para somar os valores gastos com impostos, condomínio e manutenção durante o período em que o imóvel estiver a venda. Faça as contas com cautela e saiba qual é o valor máximo de desconto que você pode dar para o comprador, não deixe de calcular todas as despesas. Identificar a finalidade do valor da venda, ajudará nessas contas, por exemplo, se for para quitar uma dívida, existem os juros diários ou no caso de um investimento, precisa calcular o período do rendimento e os ganhos no final do contrato.

 

Vale reforçar que os preços no mercado imobiliário são fixados pelas construtoras. Assim, os imóveis usados são obrigados a acompanhar os valores de mercado, considerando a valorização do bem. O que muitas vezes pode não ser muito vantajoso para quem deseja vender um imóvel. Se você tiver a opção de esperar a recuperação do mercado, recomendamos que a venda seja postergada. Este é um bom momento apenas para a compra.

 

Ainda tem alguma dúvida do porque você deve investir em imóveis? Escreva para nós nos comentários!

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload